Arquivo

Posts Tagged ‘treinamento’

I’m back

14 de janeiro de 2014 5 comentários

É isso, voltei a treinar. Devagar mais voltei…

A corrida já conseguiu voltar ao meu calendário sem traumas.

Na próxima semana consigo encaixar a natação sem maiores problemas. Assim eu espero…

A bike ainda vai ter que esperar algumas coisas se resolverem pra consegui entrar novamente na rotina, mas, como a próxima prova descente que pretendo participar ainda está a perder de vista, não vai fazer muita diferença…

Como eu já andei falando (ou melhor, escrevendo) nesse ano estou mudando minha maneira de treinar. Não que alguma coisa tenha dado errado, é simplesmente pela experiência adquirida e a busca por uma possível melhora. Sendo assim, resolvi buscar novas metodologias.

Fato é que agora meu treinamento parece muito mais com o do Sr. Miyagi treinando o Daniel San no Karate Kid. Pintar parede, encerar o carro… Brincadeiras à parte, é que nesse começo a corrida é muuuito lenta. Parece que estou realmente treinando muito mais a cabeça, pra conseguir segurar o pace e ficar naquele batimento baixinho, do que o corpo propriamente dito.

Por mais incrível que isso possa parecer, acho que o resultado não é tão demorado e eu até que estou gostando. Até o final do mês vou ficar nesse ritmo e espero já lá pelo meio de fevereiro estar correndo novamente num ritmo legal (legal pra mim, que sou lerdo!!!)

É isso. Em fevereiro estarei novamente assim:

IMG_9888_r

Quem vê até acha que sou atleta!!! rs

Anúncios

Um eterno estudioso…

2 de dezembro de 2013 5 comentários

Sim, acho que isso me define um pouco: um eterno estudioso. Tudo bem que depois de faculdade, mestrado e MBA, hoje os estudos são outros, bem mais tranquilos… Mas não deixam de ser estudos…

A época do recesso esportivo tem várias utilidades. Além de promover uma recuperação no corpo e na mente, é o momento para fazer alguns ajustes nos treinos. E como eu treino “sozinho”, isso significa estudar.

Minha formação profissional nada tem a ver com Educação Física, sou Engenheiro Eletricista, logo, espero que ninguém use minhas táticas “de guerrilha” que uso nos treinos.

Na realidade acho que sou mais curioso do que estudioso, portanto, estou sempre buscando uma explicação lógica (lembrem-se que sou engenheiro) para o que acontece e para o que tem que ser feito. Somado a isso tem o fato de ninguém conhecer mais o meu corpo do que eu mesmo e isso faz muita diferença na minha “performance”. (Ok, ok, minha performance é medíocre mas…)

Já tive treinador que me conhecia muito bem. Os treinos fluíam e os resultados apareciam de maneira quase natural. Era interessante mas por “obras do destino”, não deu pra continuar treinando com ele.

Já tive treinador que parecia não me conhecer. A cada planilha eu tinha reforçada a sensação de que ele tinha me encaminhado aquilo por engano e os resultados foram piorando de maneira assustadora (ou nem tanto, já que era o mais provável a acontecer).

Depois dessa segunda experiência resolvi cair nos livros e montar eu mesmo o meu programa de treinos. Acreditem: desde então encontrei minha melhor fase nos esportes. (Sim, isso aí que eu faço é minha melhor fase…)

Planilhas genéricas raramente vão ser tão boas quanto prometem. É preciso se conhecer. Quando treinei pra maratona, teve um amigo que usou a mesma “literatura” que eu pra montar os treinos e no final, minha planilha era completamente diferente da dele. Resultado: nós dois conseguimos atingir nossos objetivos. Ele foi bem mais rápido que eu (até pq ser mais lento  que eu é complicado) mas tenho certeza que se tivesse feito minha planilha igual à dele, não teria conseguido largar para aquela prova. O volume de treinos dele era violento e eu, intencionalmente, reduzi bastante o meu pq, no fundo, eu sabia que minhas pernas não iam aguentar aquilo. Por isso é fundamental se conhecer (ou o seu treinador te conhecer muito bem). É preciso saber diferenciar o limite da preguiça, ou qualquer outro nome que se queira dar pra isso… O limite é quando o corpo não aguenta mais. A preguiça é quando a cabeça acha que o corpo não aguenta mais. São coisas completamente diferentes.

JAMAIS incentivei ou incentivarei as pessoas a treinarem sozinhas. Acho que orientação é fundamental, porém, no meu caso não deu certo!

Nessa linha, tenho uma lista aqui no blog dos livros que costumo ler sobre treinamentos e são basicamente o que uso pra montar minhas planilhas.

Falei tudo isso só pra dizer que estou acrescentando mais alguns livros à minha “biblioteca”.

The Big Book of Endurance Training and Racing

The Big Book of Endurance Training and Racing

Esse eu já comecei a dar uma olhada e já decidi que vou mudar no mínimo todo meu treinamento de base.

Sempre corri considerando minha sensação de esforço e sempre acabo fazendo meus treinos com um pace um pouco mais forte do que deveria. Baseado neste livro já decidi que toda a base será feita com o olho no monitor cardíaco e um batimento tão baixo que acho até que vai ficar complicado pra fazer ultrapassagens nos idosos que costumam caminhar de andador pela orla do RJ.

 The Complete Guide to Triathlon Swimming

The Complete Guide to Triathlon Swimming

Esse eu ainda não peguei mas faz parte de um super plano de conquistar o mundo, ops, de melhorar um pouco minha natação.

Complementar ao livro, tomei coragem e decidi que vou passar a levar a GoPro pra natação pra tentar corrigir possíveis “grosserias” que estejam sendo feitas na água. Estou com um problema no ombro e já ouvi dizer que pode ser em função de uma possível cruzada do braço esquerdo pela linha central do corpo. Só dá pra ver o que está acontecendo filmando…

E aí, será que vai dar resultado???

Eu acho que vai. É ver pra crer…

Semana 5 de 20

12 de fevereiro de 2013 4 comentários

Ridícula. Só isso que tenho pra dizer…

Se não conseguir encaixar os treinos vai começar a ficar complicado. Tenho consciência disso mas tô passando por um turbilhão de mudanças e isso está complicando as coisas.

Tentando ver sempre o lado positivo, a única coisa realmente boa dessa semana foi que consegui fazer um treino de 3.400m de natação. Melhor do que não ter nada de positivo não é?

Previsto / realizado:

Swim: 8.300 m / 5.800 m

Bike: 340 min / 60min

Run: 155 min / 95 min

Foi ou não foi ridícula???

Pedal consistente

3 de fevereiro de 2013 3 comentários

Depois de muito tempo consegui finalmente “encaixar” um pedal consistente.

Na sexta de tarde começou a rolar um e-mail sobre assaltos que os ciclistas  estariam sofrendo lá em Magé e, rapidamente, as pessoas foram ficando preocupadas nas redes sociais. Depois de alguns e-mails trocados, acabaram descobrindo que a matéria que falava dos tais assaltos era de 2010. Alívio geral mas não custa ficar esperto, apesar de eu achar que não tem muito o que fazer, já que tenho treinado sozinho lá… (Até mesmo em função da minha lerdeza, fica difícil treinar em grupo).

Ainda na sexta à noite achei que, mais uma vez, a chuva fosse atrapalhar tudo. O tempo estava muito feio no final do dia e eu podia jurar que no sábado ia estar chovendo. Ainda bem que me enganei.

Levantei cedinho, coloquei a bike no carro e parti pra Magé. Dessa vez decidi que faria os 100km sem interrupções “longas”, ou seja, só pararia estrategicamente com 70km pra repor a água que provavelmente estaria acabando…

Foi o que fiz. Parti por volta das 7h do posto PPP em direção ao pé da serra de Teresópolis e, 30km depois lá estava eu, fazendo o retorno para mais 20km até o trevo para Magé e retornar os mesmos 20km até a subida pra Terê… Neste ponto, com 70km, parei pra comprar um Gatorade e colocar algo sólido no estômago, no caso, um pacotinho de Club Social…

Foi aí que percebi o quanto minhas pernas estavam cansadas… Parar nessas situações é muito complicado. O corpo relaxa e dificilmente se consegue retomar o ritmo que estava antes. Essa foi a grande surpresa. Voltei pedalando na mesma cadência/velocidade de antes da parada e assim completei os últimos 30kms até o posto PPP.

Pedal consistente

 

 

Assim se foram 100km de pedal feitos em 3h. Ainda falta melhorar muito mas tô gostando da evolução. Só não sei se a evolução aconteceu pelos treinos pesados que tenho feito ou pela semana de descanso que praticamente tive que me forçar a fazer pq as pernas não estavam aguentando…

Acho que foi a soma dos dois fatores…

Amanhã tem o resumão da semana.

Semana 3 de 20

27 de janeiro de 2013 3 comentários

Não dá pra dizer que foi uma semana boa mas foi uma semana equilibrada entre as três modalidades… E isso é bom…

Acho que o equilíbrio entre as três modalidades faz com que o desempenho global seja melhor. Digo isto porque nadar muito mal faz com que você saia pra pedalar mais cansado do que todo mundo (sem contar o fato de começar a pedalar depois de todo mundo). Pedalar mal faz com que você não consiga, de maneira nenhuma terminar bem uma prova (normalmente o pedal é a maior parte da prova), além do que, forçar muito o pedal (além da sua “capacidade”) faz com que as pernas reclamem demais pra correr. Por fim, correr mal dá uma sensação de derrota indescritível… Você lá se arrastando e as pessoas te passando e te dando um incentivo do tipo “vamos lá, tá acabando!!!” puts, isso é terrível…

Voltando o assunto pra terceira semana, ela tinha começado bem, mas a verdade é que além de nadar, pedalar e correr, preciso trabalhar, ter vida social, sair com os amigos, etc. Isso dificulta as coisas…

trabalho_36

Foi uma semana especialmente estressante no trabalho e o cansaço mental é muito prejudicial aos treinos. Toda vez que alguma coisa está me preocupando o rendimento nos treinos cai absurdamente. Isso é muito nítido!

Além disso, os treinos também tem sido muito duros e, às vezes, o corpo pede pra parar. É preciso levar à sério esses pedidos e respeitá-los acima de tudo. Uma coisa é uma preguiça que bate na hora de acordar cedo ou sair tarde pra treinar, outra coisa é o corpo não aguentar mais mesmo. Foi isso que aconteceu por duas vezes essa semana.

Durante um dia de pedal no rolo, simplesmente chegou um momento em que não dava mais pra continuar… Parei antes do final!

Em outro dia, não escutei o despertador tocar. Não escutei mesmo, e olha que ele é escandaloso e costumo colocar 2 diferentes em sequência: o celular e o despertador. Não escutei e perdi o treino longo de natação da semana…

CHUVA

Ok, o corpo estava cansado e eu precisava mesmo disso mas aí, no dia seguinte era o pedal longo na estrada e o temporal que caía no Rio de Janeiro, não me permitiu sair de casa. Tentei o rolo mas o tempo tem que ser consideravelmente reduzido quando o pedal é feito no rolo. É muito mais “complicado” o treino no rolo.

mudanca

Pra corrida não ficar com ciúmes, estou me mudando de casa e a mudança me fez perder um dos treinos. Ainda tentei recuperar uma pouco esticando “de leve” os outros dois mas resolvi não esticar muito, afinal, programação é programação e ficar alterando o programado só serve pra gerar lesões e frustrações…

O resumão previsto / realizado tá aí:

Swim: 8.100 m / 4.700 m

Bike: 260 min / 180 min

Run: 120 min / 100 min

Que venha a quarta semana e que traga com ela o aumento do volume para que, um dia, eu consiga fazer a planilha completa…

Semana 2 de 20

21 de janeiro de 2013 5 comentários

Beeem melhor que a primeira mas, não perfeita…

Depois de uma semana muito complicada praticamente sem treinar, consegui “encaixar” a semana 2 de 20 razoavelmente bem. Só faltou mesmo a natação.

Consegui fazer 100% dos treinos de pedal, inclusive os do rolo sem “trapacear” nadinha (rs). Alguns dias era pra fazer tiros no rolo e o esforço é simplesmente absurdo. É papo pra ter que engolir o coração pra que ele não saia pela boca.

No sábado, finalmente retomei os treinos longos de pedal na estrada e me senti muito bem com a bike nova. Só tinha pedalado com ela no Ironman 70.3 de Miami e dá pra perceber que ela rende mais que a anterior, que  continua sendo a bike que uso no rolo ou quando vou pedalar nas “montanhas” do Rio de Janeiro. Foram 100km e só no final é que comecei a sentir o pescoço doer e acabou ficando meio difícil segurar a cabeça olhando pra frente. Isso é meio perigoso pq às vezes era obrigado a abaixar a cabeça pra relaxar e, obviamente, tinha que tirar os olhos da pista…

No domingo, participei, na “pipoca”, da corrida de São Sebastião. Não tinha me inscrito pq não sabia como estariam os treinos e como o foco é todo nos treinamentos do Iron e nada pode me atrapalhar, só vou me inscrever para provas que não prejudiquem os treinos.

Foi um excelente treino de corrida. Tinha que rodar leve por 50min e acabei fazendo os 10km da prova em 56min. Contando que na véspera tinha pedalado 100km, achei o resultado muito bom.

O ponto fraco foi a natação. Com as chuvas que andaram alagando a cidade por vários dias só consegui treinar 1 única vez.

Vamos que vamos pq tô começando a ganhar confiança.

Totalizando a semana 2 de 20 temos (previsto / realizado):

Swim: 5.500 m / 1.800 m

Bike: 315 min / 325 min

Run: 80min / 96 min

A meta dessa semana é tentar equilibrar a natação… Será?

Continuando a brincadeira…

11 de novembro de 2012 Deixe um comentário

14 dias depois do Ironman 70.3 Miami posso dizer que os treinos praticamente não aconteceram depois da prova…

Desde a prova no dia 28/10, nunca mais entrei numa piscina, pedalei não mais do que 30min no rolo em duas ocasiões e fiz 3 giros de corrida onde o mais longo deles foi de 6km…

É assim que vou partir, na quinta-feia 15/11/2012 para a 3ª etapa do Campeonato Estadual de Triathlon Olímpico do RJ.

Tudo bem que meu principal objetivo é a diversão mas é que não gosto de ficar sofrendo durante as provas, é por isso que eu treino: para não sofrer…

Não estou ligando muito pq realmente o corpo está precisando de um refresco e eu tinha prometido pra mim mesmo que o mês de novembro seria de poucos treinos e leves.

A prova do estadual vai servir apenas pra rever os amigos e dar uma força para outros que estão, nesta prova, iniciando no triplo esporte… Alguns deles até por minha culpa…

A partir do dia 16/11/12 os treinos ficarão restritos à natação e à musculação durante a semana e giros leves de pedal e corrida nos finais de semana e esses, muito mais pra sustentar o vício nesses esportes do que manter o treinamento…

Depois dessa fase, em 01/12/12, começam os treinos focados no Ironman Brasil 2013 e aí sim o bicho vai pegar… Vai ser foco total para tentar fazer a minha melhor prova de triathlon lá em Floripa…

Vamos ver no que vai dar…

%d blogueiros gostam disto: