Arquivo

Posts Tagged ‘Circuito das Estações’

Ironman Brasil 2015 – Semana 08 de 20

9 de março de 2015 5 comentários

O mundo caiu!!!

Essa foi com toda certeza uma semana pra esquecer que existiu…

Uma gripe fora do normal (e completamente fora de hora) me pegou de uma maneira que não me lembro quando foi a ultima vez que tive algo assim…

Depois de um final de semana de treinos legais (ainda na semana 07), pedalei bem na segunda feira e, até então, tudo parecia normal…

gripe

Na terça pela manhã, acordei completamente entupido e com a garganta muito ruim. Era pra nadar naquele horário mas achei melhor deixar o treino pro horário da noite e emendar na corrida que deveria ser feita após o trabalho…

Pois bem, saí do trabalho numa “lezeira” só e me dei um day off.

Na quarta, já menos pior, cumpri a planilha direitinho. Só tinha um pedal no rolo marcado pra depois do trabalho e ele saiu conforme o previsto.

Quinta feira acordei e fui pra piscina. Na programação eram 30 x 100m e só saíram 20 completamente arrastados. De noite, novamente não tive pernas pra correr e além disso tinha uma “reunião” de amigos do Jardim de Infância…

Pense num grupo que estudou junto do CA à 8ª série (nem sei que séries isso representa hoje) e que praticamente não se encontrava a 20 anos… Sim, foi isso que aconteceu e achei muito justo ficar até altas horas batendo papo com eles… rs

Tudo na vida tem seu preço e na sexta, obviamente, eu não era ninguém. Me arrastei durante o dia e de noite já sabia que o longo do pedal na estrada, no sábado, tinha “subido no telhado”!!!

Praticamente dormi o sábado inteiro. No único momento em que saí de casa fui à farmácia e quase não tive fôlego pra voltar…

Domingo era dia de correr 10km no Circuito das Estações, prova que a empresa banca a inscrição e mesmo tendo que correr um pouco mais, sempre gosto de prestigiar e encontrar amigos, logo, sempre acabo indo nessas provas…

Dessa vez, seria muita irresponsabilidade da minha parte se eu tivesse ido. Meu corpo doía como se tivesse levado uma surra… Mais um dia que só saí de casa pra almoçar…

Acho que essa foi a pior semana de todos os tempos desde quando me vi treinando pra alguma coisa… O negócio agora é recuperar a saúde e manter o foco nos treinos… Mas acho que minhas pernas nem sabem mais o que é correr… rs

Vamos ver se hoje já rola um pedal… Mesmo que mais light… rs

Tô até com vergunha de colocar o resumo, mas… É isso aí. Olha que triste:

Semana 08– 02/03 a 08/03

Previsto 2015 x Realizado 2015

Swim – 11.600m / 2.000m

Bike – 370min / 130min

Run – 265min / 0min

Realizado 2013 x Realizado 2015

Swim – 4.000m / 2.000m

Bike – 270min / 130min

Run – 55min / 0min

Anúncios

Altos e baixos…

13 de outubro de 2014 4 comentários

A vida é cheia de altos e baixos… E nos esportes não poderia ser diferente…

gangora

Um dia você está se sentindo bem. Nada, pedala e corre como se fosse ninja. No outro dia afunda na natação, cai da bike e tropeça correndo… Faz parte!

Depois da Maratona do Rio, comecei a focar um pouco mais na velocidade pro 70.3 de Foz… Acabou não dando muito certo já que a prova não foi exatamente o que eu esperava mas, com certeza, eu estava um pouco mais rápido…

Não era o período mais rápido da minha vida mas certamente era um período rápido… (para os meus padrões, obviamente).

Desde que passei a fazer meus treinos baseados na frequência cardíaca, como diz o livro do Phill Mafetone, as coisas têm evoluído de maneira interessante…

Para dar uma ideia, outro dia precisava fazer um treino de 60min na frequência de 165bpm. Corri pouco mais de 12km, o que dá um pace médio de 4:55min/km. Acreditem, isso pra mim é rápido. Ainda mais com o limite de 165bpm.

Alguns dias depois fui participar da etapa primavera do Circuito das Estações aqui no Rio. Prova de 10km que eu não ia precisar me preocupar com a frequência cardíaca mas resolvi tentar manter sempre abaixo de 175bpm. Imaginava eu que poderia sair alguma coisa perto de 4:45 ou 4:50min/km… Mega engano!!! Fiz a prova toda no 175 com picos de 180bpm e o pace médio ficou em 5:11min/km… Que sinistro…

São tantas variáveis que influenciam esses resultados que fica complicadíssimo descobrir o que aconteceu… Temperatura? Noite mal dormida? Pernas cansadas? Expectativa pela corrida? Sei lá…

De qualquer maneira, acho que a coisa tá melhorando sim… Mas bem que eu podia dar a sorte de coincidir um dia “alto” com uma provinha… Só pra dar o gostinho de fazer rápido… rsrsrs

Dizem que a sorte acompanha quem se dedica… Tô tentando me dedicar um pouco mais… rs

Sumi… Mas agora voltei!!!

15 de março de 2014 4 comentários

♩♫♭♪ Eu voltei… E agora é pra ficar… Porque aqui, aqui é o meu lugar… ♩♫♭♪

Meu sumiço foi inevitável…

Tirei férias e voltei com várias coisas, das mais variadas e dos mais variados setores, acontecendo… A gente vai tentando resolver daqui e dali e acabou que o Blog foi ficando por último.

O lado bom é que durante esse período não precisei ficar completamente longe dos esportes que acaba me servindo como terapia e válvula de escape…

Como já disse, passei um tempinho viajando de férias e com o frio que estava fazendo no velho continente ficou muito difícil acordar cedo pra dar uma corrida… Acho que isso acabou sendo compensado pelo tempo que passo andando durante o dia. Basicamente o dia todo, todos os dias…

 

Stonehenge - Londres - Berlim

Stonehenge – Londres – Berlim

 Mas nem tudo são trevas. Depois de 9 dias de viagem, diga-se de passagem sem nenhuma gotinha de chuva, no 10º e último dia consegui acordar cedinho pra dar uma corrida nas redondezas. Mesmo com o frio de 2°C eu fui. Fui e esqueci as luvas. Fui, esqueci as luvas e, veja só, começou a garoar… Nem preciso dizer que com 30min voltei alucinado para o hotel e me enfiei embaixo do chuveiro de água fervente pra poder descongelar…

Corrida em Berlim com direito a garoa e sem luvas...

Trote em Berlim com direito a garoa e sem luvas…

Eu gosto muito de viajar mas gosto absurdamente do meu país e da minha cidade! Cheios de problemas, eu sei, mas eu gosto. Cada um com suas maluquices só que dessa vez eu realmente senti o golpe quando coloquei meus pés na “Cidade Maravilhosa”!

Já tem um tempo que a Cidade só é Maravilhosa vista de cima, e de longe. Quando se dá um “zoom”, percebe-se que não é tããão maravilhosa assim…

Eu voltei no Carnaval e consequentemente, no meio da greve dos garis e todo o caos que a cidade estava vivendo me fez ter um duro choque de realidade. A viagem foi Rio – Londres – Berlim – Rio. Sempre Londres Berlim é simplesmente o lugar mais organizado que já passei. Chegar aqui, ter dificuldades pra sair do aeroporto e em seguida me deparar com a cidade cheia de lixo por todos os lados doeu muito. Muito mesmo!!!

Esse assunto vou parar por aqui pois além de ser muito grande e polêmico, este blog não é pra isso. Mas que doeu, doeu!!!

Voltando ao Rio, um diazinho de descanso e no seguinte já parti pra uma corridinha de 20km nas montanhas pra reacostumar o corpo com o calor e com as passadas… Acabei correndo um pouquinho menos (cerca de 18k), mas nada que invalidasse o treino.

Ainda durante o Carnaval fiz um pedal nas montanhas com cerca de 60km e mais de 1.200m de ganho de elevação. Fiquei bem satisfeito com o fato das pernas terem aguentado a pressão. Está faltando é pulmão e coração, não pernas. Já é alguma coisas!!!

Pedal de carnaval nas montanhas

Pedal de carnaval nas montanhas

Um treininho de natação leve e já começo a me sentir novamente um triatleta. 😀

Pra fechar o resumão, no final de semana teve a etapa outono do Circuito das Estações aqui no Rio e dizem que de graça até injeção na testa…

Como eu tinha que fazer 20km, resolvi ir pra corrida já no trote. São 8km da minha casa até a largada. Chegando lá, emendei em 10km em ritmo moderado e depois fiquei com preguiça de “fechar” mais 2km. No final, acabei gostando do resultado. Apesar de um bom tempo parado, vejo que o que perdi não vai demorar muito pra ser recuperado… Tomara…

Medalha - Circuito das Estações Outono

Medalha – Circuito das Estações Outono

Prometo não demorar muito até o próximo post… rs

 

É isso!

Circuito das Estações Adidas – Inverno

16 de julho de 2013 1 comentário

Depois de muito tempo voltei a participar de corridas de 10km.

circuito_das_estacoes_adidas_2013_inverno

Confesso que essa prova em especial não me agrada nem um pouco, mas, com inscrição gratuita acabei indo.

Não sei nos outros lugares onde a prova ocorre mas aqui no RJ, mais precisamente no Aterro do Flamengo, fica realmente complicado fazer uma prova dessas com, sei lá, 10.000 ou 15.000 pessoas.

É uma confusão da largada até a chegada e realmente não dá pra correr.

Apoio muito as pessoas que estão começando e, por isso ou qualquer outro motivo, caminham boa parte da prova. É assim que se evolui. Não aguenta correr, caminha, volta a correr, volta a caminhar e assim vai… Com o tempo o condicionamento vai vindo até que se passa a correr durante todo o percurso.

O problema é que as pessoas ainda não perceberam que existe uma coisa chamada “Tempo Líquido” que faz com que não tenhamos pressa em largar na frente. Seja lá que horas for dada a largada, o tempo individual só passa a contar quando eu passar pelo pórtico. Mas deve ser realmente complicado.

Fato é que não adianta tentar explicar. As pessoas largam lá na frente, e com 100m estão caminhando e o “esperto” aqui, que se posicionou no pelotão de acordo com a previsão de conclusão da prova, largou lá do fundo, tendo que fazer um enorme malabarismo pra passar pelas pessoas que caminham de mãos dadas…

Essa prova em especial foi um caos. Por causa dos eventos internacionais que estão acontecendo por aqui (Copa das Confederações e Jornada Mundial da Juventude), os eventos que estavam marcados para esses períodos foram todos agrupados nos poucos finais de semana que restaram. Resultado: só nesse dia tivemos 3 eventos no Aterro do Flamengo.

Essa quantidade absurda de eventos fez com que o percurso de 10km fosse feito em 2 voltas de 5km. O que era ruim ficou muuuuito pior. Duas voltas de 5km literalmente driblando quem caminhava de mãos dadas. Ou seja, dessa vez, nem se tivessem largado lá do final teria adiantado.

Bom, sobre a corrida, fiz em 51min e fiquei bem feliz com isso. Com os treinos que eu vinha fazendo, manter um pace de quase 5min/km foi bem legal. O legal foi que não teve variação de ritmo durante a prova. comecei e terminei a prova com o mesmo pace e isso me leva a crer que conhecer nossos limites é muito bom. Hoje em dia é muito difícil faze um tempo muito diferente da minha previsão… Só pra constar, a previsão dessa prova era de 52min.

Ahh, fiz também uma coisa pra poder ter uma noção de como estava meu condicionamento e corri com frequencímetro. Ok, só olhei quando cheguei em casa, mas meu Deus, os batimentos foram lá no alto… Rsrsrs. Dois meses atras, com esse pace, não chegava nem perto disso…

OBS: Só pra reforçar, nada contra quem caminha nas corridas, aliás, dou a maior força, mas larguem lá do final e sejam felizes!!!

O recomeço

7 de julho de 2013 2 comentários

É muito difícil retomar os treinos no pós Ironman…

Acho que o que mais atrapalha é a falta de um “desafio” semelhante mas preciso recomeçar e vou dando um passinho de cada vez…

Recomeçar

Tudo bem que meus tempos de short e olímpico são uma porcaria e uma meta legal seria melhorá-los. O problema é que eu gosto de “endurance”… Não sei se pelo fato de ser lerdo mas prefiro muito mais fazer uma maratona do que uma corrida de 10km e isso tem dificultado.

De qualquer maneira, semana passada já fui 1 dia pra natação e consegui correr ou pedalar em outras 3 oportunidades, ou seja, 4 dias de treinos… Que beleza…

Hoje teve a Maratona do Rio e, como não participei, fui pra chegada de máquina fotográfica em punho e fiquei “clicando” as alegrias e sofrimentos a 195m da chegada… É impressionante… E emocionante… Em breve coloco aqui umas fotos…

O próximo passo é:

14/07/2013 – 10km do Circuito das Estações Adidas (Pois é, de graça até circuito das estações eu tô encarando pra ver se animo).

Vamos ver como vai ser…

Circuito das Estações Adidas – Outono

Apesar de ser uma prova para muitos, pra mim, é um grande e animado treino onde tenho que fazer ritmo de prova e assim, consigo mensurar o quanto está evoluindo o treinamento.

Conforme citado aqui anteriormente, minha programação de sábado era fazer um longo de 18km e de domingo pedalar 50km forte, porém, com a “prova” no domingo, redistribuí meus treinos e aproveitei o domingo pra fazer um bike/run.

No sábado girei 10km pra não exagerar muito e travar as pernas pro dia seguinte, até pq, apesar de o tempo estar mudando, estava abafado demais e foi realmente sofrido correr 10km às 9h da manhã. Pois é, como eram só 10km relaxei e achei que podia dormir um pouco mais… Grande erro!

No domingo a ideia era pedalar 30km antes da corrida mas com um temporal absurdo durante a madrugada, achei que o pedal ia “subir no telhado”. Às 6h15min, horário que tinha programado para sair de casa, a chuva parou. Assim, peguei a bike e parti pro aterro, já pedalando a 30km/h. Chegando lá, deixei minha mochila com o pessoal da Speed Assessoria Esportiva e parti pra mais 20km de pedal mantendo o ritmo de 30km/h. Acabei fechando os 30km que pretendia fazer em 1h03min, com média muito próxima de 30km/h.

O problema é que acabei muito antes da hora da corrida começar e então dei uma esfriada enquanto pegava chip, número de peito e trocava a roupa do pedal pela camiseta da empresa. Na hora da corrida, bateu um cansaço que nem sei descrever…

Quando deu a largada parece que o cansaço nunca havia existido. Parti num ritmo de 05:15 min/km (e olha que minha meta era fazer em 55min, ou seja, 05:30 min/km), segundo km e 05:10, terceiro e 05:05… Me empolguei e fiz do 4° ao 8° pra baixo de 05:00 mas não consegui manter o ritmo e voltei pros 05:10 min/km.

Completei a prova em 50min48seg. Beeeeem mais rápido do que o planejado e imaginado.

Próximas semanas: Rei do Mar e Triathlon Olímpico.

Depois disso treinos e treinos…

Resumo do mês: fevereiro

28 de fevereiro de 2012 Deixe um comentário

Por 2 treinos, fevereiro não foi exatamente o que eu programei…

Para este mês, que amanhã chega ao fim, estava com um total de 146km programados para correr e, por ter “matado” 2 treinos, só consegui chegar aos 120km. Não foi de todo ruim, mas poderia ter sido melhor.

Como o foco está 90% na Maratona do Rio, coloquei na cabeça que os treinos de natação e pedal podem até ser suprimidos, porém, os treinos de corrida só poder ser perdidos caso não haja opção. Isso é que desagradou. Foi um treino no início do mês e outro agora, no finalzinho (este último de 18km), que jamais serão recuperados.

A bike (160km) e a natação (14km) nem vou comentar… Foram muito abaixo do desejado, mas vamos em frente, não é o foco principal no momento. O importante é não ficar parado.

Para março a planilha aponta para 194km. Como teremos prova em 3 finais de semana, a programação certamente será abalada. A meta é fazer o mais perto possível do programado e assim será feito.

Só pra constar:

 – 04/03 – Circuito das Estações Adidas – Outono – Prometi que não correria mais essa prova mas a empresa acaba cobrando nossa presença. É a contrapartida por pagarem minha assessoria esportiva etc. Pretendo fazer meu treino de sábado (03/03) normalmente e, no domingo, pedalar 30km antes da prova. Ainda assim tenho a meta de fazer os 10km abaixo de 55min (depois de pedalar).

– 10/03 – Rei Rainha do Mar – Sunset – Serão 3,5km de natação da praia do Leblon ao Arpoador. Como será num sábado a tarde, pretendo fazer um treino leve pela manhã e um conjugado bike/run no domingo. Vamos ver se as pernas vão aguentar.

– 18/03 – Triathlon Olímpico – 1ª etapa – 1,5 / 40 / 10 (S/B/R). Essa seria minha prova alvo caso a Maratona do Rio não existisse. Vamos ver o que consigo neste dia, já coloquei minhas metas em outro post e já nem sei se consigo cumprí-las.

 

É faca na caveira!

%d blogueiros gostam disto: