Arquivo

Posts Tagged ‘Asics’

Semana 13 de 20

15 de abril de 2013 4 comentários

A falta de tempo ainda está comprometendo os treinos e a semana 13 tb foi atravessada…

Novamente utilizando a tática de falar somente do que foi bom, vamos em frente…

O ponto positivo desta semana foi a Meia Maratona Asics Golden Four – RJ que já falei antes.

À exceção da natação, que tenho que tomar vergonha na cara e começar a levar mais a sério logo, os volumes dos treinos aumentaram um pouco e isso foi legal. O bom foi que consegui aumentar os volumes sem deixar a semana “pesada” demais, tanto é que consegui meu melhor tempo de meia maratona no domingo.

Já cheguei à conclusão que deveria ter comprado a planilha para iniciantes, mas com a descrição do site sobre a iniciante e a intermediária, comprar a iniciante seria sacanagem. Os pré-requisitos eram:

Iniciantes: conseguir nadar 500m, pedalar 90min e trotar 30min;

Intermediários: conseguir nadar 1.000m, pedalar 120min e trotar 40min.

PelamordeDeus, esses pré-requisitos são muito “banais” pra quem pretende treinar para fazer um Ironman, por isso comprei a Intermediária. Lição aprendida, não tenho tempo e nem capacidade pra fazer esses treinos, logo, estou reduzindo os volumes propositalmente pra, pelo menos, evitar um overtrainning e até mesmo lesões em virtude do excesso cometido. Minha meta hoje em dia é realizar um volume entre 70 e 80% da planilha inicial. Sei que muito mais coisas devem mudar na planilha iniciante e não apenas os volumes mas é o que eu posso fazer nessa altura dos treinos…

Após o término da Golden Four tive o prazer de conversar com pessoas mais experientes no triathlon e, após falar sobre meu treino de sábado/domingo, ouvi várias vezes a frase “Poxa, então vc está muito bem!”. Caramba, se esses caras que me falaram isso soubessem a importância do que me disseram acho que eles até cobrariam pela frase. Isso foi uma injeção de motivação e confiança espetacular. Agora já estou até achando que meus dias de descanso que acabo me impondo pela falta de tempo/paciência estão sendo benéficos.

Segue o resumo da semana (previsto / realizado):

Swim: 11.800m / 2.000m

Bike: 490min / 360min

Run: 275min / 190min

 

Estou confiante de que vou cruzar aquela linha de chegada com a dose certa de prazer e sofrimento!

Anúncios

Golden Four Asics – A prova

14 de abril de 2013 5 comentários

Acabei não resistindo à melhor meia maratona que é realizada no Rio de Janeiro e me inscrevi para a Golden Four Asics.

Olhei a planilha e o treino do dia seria de 110min de corrida moderada. Perfeito! Correria de forma moderada (pace na casa de 5:30min/km) e o treino estaria feito e ainda naquele climão de prova que eu gosto muito e já estava com saudade…

Aqui cabe um parêntese: Essa prova foi onde consegui meu melhor tempo da história em meia maratona (01:49:47) e não tinha a menor pretensão de baixá-lo. Manteria o pace programado e acabaria a prova entre 1h55min e 2h.

 Tudo começou no sábado quando tive que pedalar 130km e correr 15min. A ideia inicial era de não forçar muito no sábado e não forçar muito no domingo e assim a vida seguiria sem muitos problemas…

O sábado transcorreu normalmente e fui direto do treino de pedal para a retirada do kit. Chegando lá, tive a grata surpresa de ver que os clientes Santander tinham direito a uma massagem e aproveitei pra tentar recuperar os cambitos pro dia seguinte. Tenho judiado tanto das minhas pernas que sempre que tenho a possibilidade de fazer uma agrado a elas (entendam isso por massagens) eu faço. Tomara que com essa estratégia elas sigam firmes comigo até o Iron…

Continuando sobre a prova, o grande desafio seria exatamente seguir a estratégia e ficar vendo as pessoas passarem por você o tempo todo. Ok, não sou a pessoa mais competitiva do mundo mas ninguém gosta de ficar sendo ultrapassado durante duas horas…

Apesar de estar com o número com cores para os corredores de 1h50min, no “curral” de largada me posicionei junto aos corredores que previam correr em 2h. Isso já foi premeditado pra diminuir o número de ultrapassagens que sofreria… rsrsrs

8628723439_88cced39fb_b

Dada a largada e estratégia mantida: 05:28min/km no 1º, 05:24min/km no 2º… Assim eu ia controlando a velocidade. Quando percebia que estava muito acelerado dava uma diminuída… Pois é, isso não durou muito. Chegou uma hora que o pace foi baixando aos pouquinhos e acabei cruzando a linha de 10km com 53min e isso dá uma pace médio de 05:18min/km.

Daí pra frente desliguei completamente o “controle de velocidade” e fui deixando as pernas ditarem o ritmo.

Acabei fechando a prova em 1:49:32, novo recorde pessoal, 15s abaixo do anterior. Pace médio de 05:12min/km.

2013_04_08_74u726hiow4yoh6aee7oa4cvnnjtc36j

Excelente treino de final de semana!

Ressaca e Golden Four

Correr uma Maratona causa ressaca… rsrsrs

Já tinha ouvido falar nisso mas comigo nunca tinha acontecido. Depois de uma prova dessas, que é uma das minhas metas do ano junto com a travessia dos fortes, que já passou, e o Ironman 70.3 de Miami, que vai rolar em outubro, além do corpo sentir realmente um certo cansaço, fica difícil encontrar motivação pra se dedicar aos treinos como antes. O ideal é ter mesmo um tempo pra descansar e depois, com calma, estabelecer novos objetivos e novas metas.

No meu caso, em virtude do calendário apertado, acabou ocorrendo um atropelamento dos períodos de treino e vou ter que me adaptar a isso, de preferência sem muito estresse.

Depois da Maratona, que foi dia 08/07/2012, tive hoje, 29/07/2012, a Meia Maratona Asics Golden Four pra correr. Nesse intervalo de tempo fiz apenas 3 treinos de corrida. A paciência pra sair pra correr parece que se esvaiu pelo ralo mas tenho tentado retomar o pedal e a natação, ou seja, não fiquei totalmente parado nesse período.

O problema todo do calendário é que em 28/10/2012 tem o Ironman 70.3 de Miami e a planilha era pra ter começado 1 mês antes da Maratona, ou seja, comecei com muito atraso (mais de 1 mês), porém, na corrida, estava com um volume muito maior do que deveria, o que de certa forma compensa os problemas de nadar pouco e pedalar menos ainda.

A grande dificuldade agora é que os treinos de pedal já estão com um volume muito alto e está complicado acompanhar. Vou fazer umas adaptações na planilha pra tentar não me atropelar e, o mais importante, evitar lesões.

A parte boa é que depois de Miami, vou ter praticamente 1 mês de descanso antes de iniciar forte os treinamentos para o Ironman Brasil 2013, essa sim é a grande meta desse período de 2 anos de programação.

Asics Golden Four

Essa prova é realmente diferenciada. A impressão que passa é de que todos que se inscrevem pra essa corrida estão ali pra ganhar a prova. É um clima de competição muito maior do que nas outras meias que já corri, e olha que não foram poucas…

Acho que o esquema de distribuir medalhas diferentes pros top 100 é que incentiva esse clima. Todo mundo quer pegar a medalha de top 100 e a camiseta preta (que esses 100 indivíduos também levam).

Obviamente que não tenho a pretensão de conseguir esse feito, porém, confesso que o espírito de superação também toma conta da minha mente e sempre venho em busca de melhorar meus tempos.

Até ontem, meu recorde de meia maratona era de 2h06min. Tempo bem alto pro que eu tenho treinado, porém, esse tempo tem praticamente 1 ano que aconteceu e de lá pra cá, tenho corrido distâncias que ultrapassavam a distância da meia maratona e, no fundo, eu sabia que esse tempo ia ser pulverizado hoje.

Na Corrida da Ponte, que aconteceu em abril, passei pela distância da meia maratona com 2h02min, que já seria um novo recorde.

Na Maratona do Rio, dia 08 desse mês, passei pela distância da meia com 1h59min, e isso era só a metade da prova, que acabei concluindo em 4h06min.

Hoje, num dia que considerei quase perfeito (dormi pouco menos de 3 horas essa noite) realmente consegui pulverizar meu recorde pessoal e estabeleci 1h49min, ou seja, 17 minutos mais rápido que meu tempo oficial de meia maratona. É ou não uma bela evolução?

Percurso da Asics Golden Four

O que realmente acho que poderia ser feito pra melhorar essa prova era distribuir o Gatorade em saquinhos, como foi feito na Maratona. É impossível, na minha humilde opinião, beber aquilo num copo aberto enquanto corre sem se lambuzar inteiro.

Fora isso a prova foi, mais uma vez, muito boa. Parabéns aos organizadores Asics e Iguana.

Corrida da Eletrobras

Pois é, domingo antes da Maratona do Rio teve a Corrida da Eletrobras.

Como funcionário da empresa e participante do programa Energia e Movimento, que é um grande incentivo pros que querem sair do sedentarismo e um belo apoio para os que já praticam a corrida de rua, não poderia deixar de ir.

Em princípio, fiquei chateado pois a corrida havia sido marcada para o mesmo dia da Golden Four Asics, meia maratona muito boa e eu já havia feito minha inscrição, portanto, iria pra Asics, porém, a Prefeitura do Rio, sempre aprontando das suas, resolveu adiar a Golden Four. Apesar de achar uma grande falta de respeito com os atletas (sacanagem da Prefeitura e não da Asics, que fique claro) esse cancelamento veio bem a calhar. Pude participar da prova em comemoração dos 50 anos da Eletrobras.

Sem pretensão nenhuma, alinhei na largada para fazer algo na casa dos 52min nos 10km. Tempo que considero bem legal (pra mim) e sem forçar muito a barra pois tinha rodado 15km na véspera e era a última semana antes da Maratona, não posso arrumar problemas nessa altura da brincadeira.

Largada da Corrida da Eletrobras

Mas foi só começar a corrida que o planejamento vai todo embora. Desci o pé e acabei completando a prova em 48min. Muuuito rápido pra mim.

Isso é sinal de que os treinos pra Maratona, além de me fazerem ganhar bastante volume, não me fizeram perder muita velocidade. Ótimo sinal.

No final das contas, domingo nota 10, com direito a correr com os amigos, quebrar o recorde pessoal nos 10km e terminar a prova sem sentir o joelho perturbar.

Trofeus

Agora é controlar a ansiedade até o dia da Maratona… Não vejo a hora de começar essa prova…

Corrida da Ponte 2012

Só agora, 2 semanas depois da prova, é que consegui um tempinho pra escrever minhas impressões sobre a Corrida da Ponte 2012.

Vou tentar resumir numa única palavra: Fantástica!

Não sei se em virtude do desastre do ano anterior, fui pra prova bem cauteloso e até mesmo pessimista. As lembranças do calor, da água quente, enfim, de todo o sofrimento pelo qual passei do momento da largada até a linha de chegada em 2011 me deixaram preocupado.

A do ano passado foi tão ruim que na hora da largada desse ano é que percebi que minha pulseira de largada era da última onda, ou seja, fui o último a largar, nada menos do que 18 minutos depois da largada oficial… Só eu e alguns senhores e senhoras de idade já bastante avançada. Obviamente que eu estava no lugar errado, mas foi bom… Psicologicamente, correr 21km fazendo ultrapassagens é muito mais prazeroso do que sendo ultrapassado.

Corrida da Ponte 2012 – Nota 10

Dada a largada, foi complicado manter minha estratégia de pace. Correr sem ninguém na sua frente faz a velocidade aumentar, mesmo quando vc não quer isso. Com 500m de prova olhei pro GPS e percebi que, naquele ritmo, não chegaria nem aos 10km. Daí pra frente consegui manter minha estratégia e ela só não foi perfeita pq cruzei a linha de chegada muuuito “inteiro”. Parecia que tinha feito um passeio no parque.

Durante o percurso: água gelada e Gatorade em saquinho. Só não encontrei o carboidrato gel que disseram que ia ter… Mas eu tinha levado os meus… Sem problemas.

No final, recorde pessoal de Meia Maratona, com 2h02min e fechando a corrida com 2h05min. Sim, tinham 600m a mais que uma meia…

Parabéns pra a organização, tudo perfeito: largada por pace, água gelada, Gatorade, chuveiro… Tudo.

A mudança foi simplesmente da pior prova de 2011 para a melhor de 2012. Da água pro vinho!!!

A próxima corrida será a Golden Four, da Asics, no dia 01 de julho de 2012. 1 semana antes da Maratona do Rio… Vem tempo pra baixo das 2 horas aí…

%d blogueiros gostam disto: