Arquivo

Archive for abril \17\-03:00 2015

Ironman Brasil 2015 – Semana 13 de 20

17 de abril de 2015 7 comentários

Bom, to realmente sem tempo pra treinar, que dirá escrever aqui… Basta observar que já estamos quase terminando a semana 14 e eu ainda estou escrevendo sobre a 13… E isso pq pulei a 12…

Oremos e tentemos continuar com a escrita…

A semana 12 foi a semana que antecedeu o Ironman 70.3 Brasília e essa daí eu pulei mesmo. Só consegui nadar 2.000m na segunda-feira antes da prova e um resfriado sinistro me deixou parado o resto da semana inteira. Cheguei a cogitar a possibilidade de não fazer a prova mas no final deu tudo certo… Esse é um dos principais motivos pra eu ter achado o meu resultado na prova “não tão ruim”… rs

A semana 13 foi meio lenta, com viagens a trabalho e a ressaca da prova…

Sim eu tenho depressão pós prova e demoro a conseguir encaixar os treinos. Mesmo quando não é a minha principal prova (caso desse 70.3 de Brasília que nada mais seria do que um “treino de luxo” pro Iron de Floripa) eu tenho depressão pós prova.

De qualquer maneira, consegui não ficar totalmente parado, o que pra mim, já foi um grande negócio.

positivoxnegativo

Quando a gente compara com o que deveria ter sido feito, os números são ridículos, mas tem um porém, quando a planilha foi feita, não existia um 70.3 pra ser feito ali, logo, os números são realmente muito discrepantes…

Semana 13– 06/04 a 12/04

Previsto 2015 x Realizado 2015

Swim – 11.800m / 5.500m

Bike – 490min / 100min

Run – 330min / 35min

Realizado 2013 x Realizado 2015

Swim – 2.000m / 5.500m

Bike – 360min / 100min

Run – 190min / 35min

Uma decisão eu já tomei: parei de me estressar com os treinos e com meu tempo de prova. Dane-se tudo. Vou fazer o que der pra fazer nos treinos, vou viajar pra Floripa no final de maio e se, por algum motivo, eu achar que não tenho condições de fazer a prova, vou só assistir os amigos. Felizmente ou infelizmente, a vida tomou outros rumos e eu tenho que definir prioridades. Como não é o triathlon que me sustenta… rs

Abraço!

Ironman 70.3 Brasília 2015 – A prova

6 de abril de 2015 7 comentários

Neste último domingo ocorreu o Ironman 70.3 Brasília e esse ano teve o status de Latin American Championship…

Lá fui eu pra capital federal participar de mais essa “aventura”. Na época da inscrição eu tinha um planejamento de fazer uma prova bem forte pra poder “medir” o que eu poderia prever pro Ironman Floripa, que acontecerá em maio, porém, dadas as circunstâncias das últimas semanas, o planejamento foi meio alterado pro modo sobrevivência…

O mês de março foi muito duro comigo e ainda bem que acabou… Mas pra finalizar me deixou uma gripe que ainda se arrastou até a sexta-feira anterior à prova… Vida que segue e lá vamos nós… #semmimimi

Pré prova:

Felizmente ou infelizmente eu não vivo do esporte, logo, não posso me dar ao luxo de faltar o trabalho pra poder participar dessas coisas. Sabendo disso, quando fiz a inscrição, me programei pra ir pra Brasília no sábado pela manhã e voltar no domingo à noite. O erro foi não perceber que era no meio de um feriadão… Poderia ter ido tranquilamente na tarde de sexta e ter feito uma viagem bem menos cansativa… Mas ok!!! Besteira feita, vamos ao que interessa…

Chegando em Brasília fui direto buscar o kit e encontrar alguns conhecidos na expo. Um deles foi o ilustre amigo triatleta Milton, que até então eu só conhecia do blog e do Instagram…

70.3bsb

Voltei rápido pro hotel para montar a bike e preparar as sacolas pois na parte da tarde já teria que fazer o bike check in…

Acabou sendo tudo estupidamente corrido e cansativo mas no final funcionou. Bike entregue e era chegada a hora de descansar… Ou pelo menos tentar…

No domingo, dia da prova, acordei cedinho e por volta das 6h estava na transição acabando de fazer os últimos ajustes na bike e nas sacolas pra largada… Tudo certo era chegada a grande hora.

Natação:

Aqui na prova de Brasília a natação é feita no lago Paranoá. Como não tem espaço pra todos os atletas na margem, a largada acontece de dentro da água. Já tinha largado de dentro da água antes, porém, com uma largada em ondas de 50 atletas cada e tinha sido tudo bem tranquilo. Aqui não!

Éramos 1200 atletas alinhados dentro d’água e, apesar de eu ter me posicionado bem lá pra trás, o atropelo da largada foi inevitável… Isso eu já sabia que ia acontecer… Mas não sabia que ia ser nesse nível…

Foi realmente muito difícil “encaixar” a natação. Ok, sou um péssimo nadador e isso sempre acontece, mas dessa vez foi exagerado… Exagerado ao ponte de com 500m, sem ter conseguido ainda nadar de maneira contínua, decidi reduzir para esperar a multidão passar e eu poder nadar mais tranquilo… Pra performance isso é inadmissível mas pra minha tranquilidade e segurança, foi a melhor decisão…

A partir daí consegui nadar tranquilo sem atropelar e muito menos ser atropelado…

Nunca o pensamento “Nada é tão ruim que não possa piorar” foi tão verdadeiro. A natação, que sempre foi ruim, acabou sendo pior ainda, mas faz parte da brincadeira…

Resultado oficial: 47’01’’ (O registro do GPS pode ser visto nesse link do STRAVA)

T1:

Saí da água e dessa vez consegui correr pela área de transição, ao invés da habitual caminhada.

Catei minha sacola e até que para os meus padrões foi uma transição rápida. Isso porque ainda me dei ao “luxo” de secar os pés e passar protetor solar… rs

Ciclismo:

Peguei a bike e saí pra pedalar na tentativa de fazer uma média próxima aos 32km/h. Esse era meu planejamento lá no começo… Era obvio que isso seria impossível. Mas tentar é de graça, então lá fui eu…

Achei o início meio travado algumas subidas leves porém meio longas… A média estava meio baixa mas foi aumentando ao longo da primeira volta (de um total de 3) que foi fechada com uma média de 31km/h…

Aqui cabe uma observação: no retorno da primeira volta, que é um trevo onde você fazia uma curva em aclive pra voltar pra pista, passei tão empolgado com o pessoal aplaudindo que fiz a curva subindo pedalando tão frenético de pé que quem viu deve ter pensado que eu estava brigando por pódio… Por favor, se alguém fotografou essa cena, me manda a foto… rs

Com a segunda volta iniciada, a média novamente começou a diminuir aumentando de novo no final. Mas diminuiu mais do que aumentou e fechei a segunda volta com média de 30,5km/h…

Aí veio mais um susto da prova… Acho que fiz muita força e a alimentação ficou meio deficitária. O início da terceira volta me deu uma certa tonteira. Diminuí um pouco o ritmo, botei mais comida pra dentro junto com uma cápsula de sal e, aos poucos, as coisas foram voltando pros eixos e pude terminar sem problemas…

Resultado oficial: 2h55’08’’ (isso dá uma média de quase 31km/h, porém, meu GPS marcou média de 30 com um percurso um pouquinho menor do que os 90km. Esse registro pode ser visto nesse link do STRAVA)

70.3bsb2

T2:

Novamente tive uma boa surpresa. Saí rápido da bike, correndo o tempo todo e mesmo repetindo o “luxo” de passar protetor solar, acho que fiz outra boa transição.

Corrida:

Saí pra correr com a certeza de que seria uma loonga “caminhada”… Estou correndo quase nada por causa das dores na planta do pé, logo, a corrida seria sofrida…

Depois do pedal é sempre muito difícil encaixar o ritmo da corrida e por mais incrível que isso possa parecer tenho que controlar pq sempre saio correndo muito forte… Na minha cabeça, o normal seria sair devagar, com as pernas pesadas, mas comigo, pelo menos, é o contrário… O problema é que depois vem a conta e normalmente os juros são altíssimos…

Comecei realmente forte (fortte pra mim é um pace abaixo de 5min/km) e assim que me dei conta consegui ajustar… Lá pelo km 3 já estava correndo no meu “pace de conforto”, afinal, eu tinha certeza que ia ter que andar…

Aí veio a surpresa boa: apesar de ter sido com um “pace de conforto” corri 100% do tempo… e absolutamente nada me incomodou… Além do enjôo, obviamente… Eram 3 voltas de 7km e na última eu fiz sem comer absolutamente nada… Mas no final deu tudo certo… Consegui até sprintar e fazer umas ultrapassagens no finalzinho, ou seja, até sobrou um pouquinho… rs

Ok, não passou nem perto da minha melhor corrida mas, dadas as circunstâncias, fiquei muito feliz!

Resultado oficial: 2h06’08” (dá pra ver o registro do GPS nesse link do STRAVA)

Final:

Apesar de não ser exatamente o que eu queria, gostei bastante do resultado final. Dava pra ter sido melhor? Ontem não!!! Fiz o melhor que eu pude e esse é o motivo da felicidade!!! Provavelmente se essa prova fosse a 3 semanas atrás isso teria sido muito melhor… Mas não foi!

Agora é partir pra ver o que vai dar pra fazer no Iron!!!

Muito obrigado pra quem me acompanha por aqui e torce por mim!

%d blogueiros gostam disto: