Arquivo

Archive for janeiro \26\-03:00 2015

Ironman Brasil 2015 – Semana 02 de 20

26 de janeiro de 2015 6 comentários

Tomei algumas decisões na semana 2 para não passar do limite e depois ser obrigado a parar os treinos pra me recuperar.

Atividades

Vamos por modalidade:

Natação – Minha planilha prevê 4 treinos de natação por semana, sendo um deles no domingo. Esse de domingo é muito difícil de ser realizado. A piscina onde eu nado não funciona neste dia e não gosto muito de nadar no mar desacompanhado. Sei lá, vai que algo dá errado??? Até hoje não deu, mas…

Bom então, a natação de domingo praticamente não vai existir.

Na terça feira, 20/01, foi feriado aqui no município do Rio, São Sebastião, padroeiro da Cidade Maravilhosa, e a piscina também não abriu, com isso, só fiz 2 treinos de natação mas, com tanto tempo sem nadar, achei até bom… Terminei ambos bastante ofegante e com os braços bem cansados. Sinal de que os treinos serviram pra alguma coisa… Vamos nessa tocada até o final…

Ciclismo – Realmente é uma modalidade que estou muito fora de forma…

São programados, na maioria das vezes, 3 treinos por semana, 2 durante a semana, no rolo, e um no sábado, na estrada.

Os treinos no rolo durante a semana são quase sempre uma pancadaria só. Tiros e mais tiros num ritmo alucinado com curtos intervalos de recuperação. São treinos feitos pra ganhar força e velocidade.

Os da estrada são treinos longos, num ritmo menos intenso, pra se ganhar volume. Ali a gente testa a alimentação e hidratação da prova, descobre onde o selim machuca, se o pescoço dói nessa posição etc.

Nessa semana acabei fazendo os 3 treinos mas não exatamente como deveriam ter sido feitos.

Os do rolo, comecei num ritmo mais forte do que deveria e, obviamente, não consegui completar todos os tiros propostos. Mas ok, fiquei bem satisfeito por 3 motivos: fui até onde deu, fiz muita força e agora tenho uma noção maior da minha condição sobre a bike…

Na estrada, era pra ter feito 90km mas com 30 já decretei que só faria 60km. A bike que uso no rolo não é a mesma que uso na estrada. Nem sei exatamente o motivo mas tenho tanto ciúmes da minha bike que não gosto de ficar judiando dela no rolo, logo, só uso na estrada e em provas… Cada doido com a sua mania… rs

Fato é que desde agosto de 2014, no Ironman 70.3 de Foz do Iguaçu, não usava essa bike. Com 30 km o selim já incomodava demais e os antebraços já estavam completamente destruídos de ficarem apoiados nos pads… Essas áreas vão ter que “calejar” logo pros incômodos acabarem. Conclusão, fiz só 60km e já fiquei satisfeito…

A parte boa disso tudo é que o pescoço, que tanto me incomodava nos treinos pra Foz, só reclamou um pouquinho no dia seguinte. Na hora do pedal mesmo, não percebi nada… Vai ver foi porque o antebraço doía tanto que nem percebi o pescoço doendo… rsrsrs

Esse treino pode ser visto aqui no Strava.

Corrida – Como o volume de corrida estava bem alto por causa do Dunga e depois disso acabei ficando com uma bolha bastante incômoda no pé esquerdo, resolvi abortar totalmente os treinos de corrida da semana.

Eram treinos bem pequenos e principalmente de rodagem que, considerando que acabei de correr 78km em 4 dias, não vão fazer muita falta.

Vamos ver o que melhora na bolha e no meu cansaço depois dessa primeira semana “real” de treinos pra voltar a encaixar a corrida sem muito sofrimento…

Semana 02– 19/01 a 25/01

Previsto 2015 x Realizado 2015

Swim – 7.700m / 3.200m

Bike – 315min / 227min

Run – 85min / 0min

Realizado 2013 x Realizado 2015

Swim – 1.800m / 3.200m

Bike – 325min / 227min

Run – 96min / 0min

Haha, parece que em 2013 eu estava um pouco mais disciplinado nesse comecinho…

Vamos com tudo que a semana 3 tá batendo na porta…

Ironman Brasil 2015 – Semana 01 de 20

23 de janeiro de 2015 3 comentários

Bom, como alguns que costumam dar uma passadinha por aqui já sabem, eu acabei de participar do Desafio do Dunga, lá na Disney. O Desafio do Dunga é composto por 4 provas em 4 dias seguidos: no primeiro dia 5km, no segundo 10km, no terceiro 21km e no quarto 42km. Isso mesmo, dá um total acumulado de 78km em 4 dias. Pode parecer pouco pra uns e pode parecer muito pra outros. A verdade é que uma maratona “pura” já me deixa um pouco desgastado, logo, é de se esperar que uma maratona depois dos 5, 10 e 21km me deixariam mais desgastados ainda…

Pois bem, não sei avaliar o nível de desgaste que estou. Estou me sentindo muito bem. Nos dias seguintes à prova não senti absolutamente nenhuma dor e acho que vai “dar pra levar” os treinos do Iron sem muuuitos problemas…

01de20

Coincidentemente, os treinos pro Ironman Brasil 2015, em Florianópolis, que vai acontecer em 31 de maio, eram pra começar exatamente no dia 12 de janeiro, um dia após o término do Desafio do Dunga. Nem preciso dizer os motivos pelo qual isso não aconteceu…

Tirei a primeira semana todinha de folga pra poder me recuperar ao máximo pra encarar a pedreira que vem pela frente. Ok, não foi todinha… No domingo eu acabei dando uma corridinha… Mas muito de leve, só pro corpo entender que, mais cedo do que ele imaginava, eu estaria correndo novamente… rs

Exatamente como fiz em 2013, vou tentar manter aqui um acompanhamento semanal dos treinos, explicando o que era pra ter sido feito, o que foi realmente feito e os motivos pelos quais eu não fiz o programado…

Farei isso por duas pessoas: eu e você!

Pra mim porque serve pra eu me guiar se estou fugindo muito do treino ou não. Às vezes temos a impressão de que estamos treinando demais e quando colocamos no frio mundo da matemática descobrimos que treinamos de menos… Muito menos… Outras vezes achamos que estamos treinando quase nada e na verdade estamos cumprindo a planilha com louvor…

Esse ano, como será meu segundo Iron e como eu também fiz esse “semanário” na outra vez, vou poder não só comparar se treinei conforme a planilha como também se treinei mais ou menos do que da primeira vez… Tem tudo pra ser interessante essa comparação… Vamos ver…

Pra você porque muitas vezes as pessoas não sabem o que é o Ironman. Tanto pro lado do “isso é impossível” quanto pro lado do “isso é uma molezinha”. Vai dar uma noção não das intensidades dos treinos obviamente, mas com certeza uma boa noção dos volumes semanais acho que vai dar pra ter… Ahh, já ia esquecendo: pra quem acha que isso é impossível lembre-se que no site do Ironman está escrito “Anything is Possible” e eu acredito demais nessa frase. Pra quem acha que é molezinha, bom, talvez dê pra perceber que pra manter esses volumes, embora seja perfeitamente possível, a gente tem que abrir mão de muita coisa… Principalmente quem, como eu, precisa trabalhar o dia inteiro pra poder, além de colocar comida na mesa, custear todo esse “vício” que é o triathlon e o Ironman em especial…

O que era pra ser realizado em 2013, não necessariamente é o que tem que ser realizado em 2015, portanto, o comparativo é apenas pra ver se treinei mais ou menos que o programado de 2015 e mais ou menos do que o realizado em 2013…

Semana 01 – 12/01 a 18/01

Previsto 2015 x Realizado 2015

Swim – 4.900m / 0m

Bike – 300min / 0min

Run – 120min / 65min

Realizado 2013 x Realizado 2015

Swim – 0m / 0m

Bike – 60min / 0min

Run – 45min / 65min

Ihh, olhando os números só posso dizer uma coisa: comecei mal demais!!! rsrsrs

Desafio do Dunga – As provas

21 de janeiro de 2015 3 comentários

Sim, pra variar estou muito atrasado pra falar sobre o tema… Ahh, e é longo…

Mas é melhor agora do que nunca… Vai que alguém está na dúvida sobre fazer ou não a prova? Ainda dá tempo de ler minhas “observações” e decidir que sim, vale a pena fazer a prova sim!!!

Minha principal e mais importante observação é: Nunca senti tanto frio! Ok, eu sou realmente friorento e de certa maneira, a culpa é minha. Olhava as previsões do tempo antes de ir e a mínima prevista estava em 10°C no dia mais frio, que seria a quinta-feira, dia da prova de 5km.

Convenhamos, 10°C nem é tão frio assim e foi isso que pensei. De qualquer maneira, coloquei na mala um gorro, umas luvas, uma calça, uma segunda pele e umas camisas a mais, caso precisasse, largaria com duas e tiraria uma ao longo do percurso… A ideia era excelente, porém, não deu muito certo, pelo menos pra mim… rs

Vamos às provas:

5km – Quinta-feira, 08/01/2015

A largada prevista para às 6h da manhã e meu curral de largada era o A, ou seja, o primeiro. Acreditem, isso faz toda a diferença! Se tiverem alguma comprovação de tempo que possam mandar, não deixem de fazer, é fundamental!

Eles pediam pra chegar com 1h de antecedência e eu cheguei ao Epcot por volta das 5h10min. Era muito frio que estava fazendo nessa hora… Muito mesmo… Quando saí do carro, dei dois passos e voltei. Por um momento pensei se valeria a pena continuar naquela doideira ou simplesmente voltar pro hotel e abandonar tudo! Sabiamente decidi continuar na loucura… Afinal, saí daqui do Brasil pra ir lá correr…

Era tanto frio que as pessoas só andavam em grupo pra tentar aproveitar o calor umas das outras… Não tive coragem de deixar meu casaco no guarda volumes e decidi correr com ele… minhas mãos, mesmo com luvas, doíam de tanto frio que estava sentindo, foi realmente muito tenso… Tão tenso que em determinado momento tomei a decisão de esperar a largada dentro de um banheiro químico. Pois é, fiquei por uns 10min dentro de um banheiro químico simplesmente pra tentar sentir menos frio… Felizmente ele estava limpinho e consegui sobreviver a essa outra loucura…

Faltando 10min pra largada fui para o curral… Fiz tudo que era possível pra tentar me aquecer mas não dava…

O hino dos EUA foi cantado e o silêncio dos corredores e torcedores, sim, tinham torcedores, é emocionante. Impressionante como eles respeitam o hino nacional!!!

A largada é sempre com uma pequena queima de fogos o que é muito legal! E a queima de fogos ocorre na largada de todos os currais, não é só do primeiro não…

Sobre os 5km em si, não tem muito o que dizer, foram corridos por dentro do Epcot e estacionamento. Em todos os momentos é possível parar para tirar fotos com os personagens que ficam pelo percurso animando os corredores… Infelizmente não parei nenhuma vez. Só pensava em acabar logo com aquilo e ir pra um chuveiro de água fervendo…

Terminei a prova com pouco mais de 29min sem derramar nenhuma gota de suor. Pior foi ver que quando eu cheguei, tinha gente estava começando a correr… Acho que eu teria morrido de frio…

Pra quem quiser ver os dados desta prova está no STRAVA aqui neste link.

Dopey 05k

Depois fiquei sabendo que a temperatura era de 3°C com sensação térmica de -4°C, isso mesmo: MENOS 4 GRAUS CELSIUS…

Fui pro hotel, banho fervendo e parque!

No final do dia voltei na expo da prova pra tentar comprar mais um gorro e mais uma luva. Foi até difícil encontrar, estavam vendendo mais que água… rs

A luva eu usei por cima das minhas mesmo e o gorro, como eu tb tinha um, abri o “tampo” da cabeça e usei no pescoço… rs. Eu sei que parece coisa de louco, mas…

10km – Sexta-feira, 09/01/2015

Dessa vez a largada estava prevista para ocorrer às 5h30min, ou seja, meia hora antes… Imaginei que seria mais frio ainda e acabei saindo do hotel no mesmo horário pra tentar esperar um pouco menos no frio… Estacionei por volta das 5h e achei a tática excelente. Fiquei menos tempo exposto ao frio, que nesse dia já era menor, e consegui me senti melhor…

Ahh, vale lembrar que eu estava com a mesma quantidade de roupa do dia anterior, mais um “gorro” no pescoço e mais um par de luvas, ou seja, duas luvas.

De novo minha largada era no curral A e faltando 10min me posicionei, “aqueci” e fui…

O começo de prova com essas temperaturas baixa é sempre muito lento… Cada passada parece que tem alguma coisa errada. Tudo dói…

Depois de alguns kms, consegui colocar meu ritmo e no final já estava bem confortável.

Dessa vez o percurso pegou um pouco mais das estradas próximas ao Epcot e um parte maior do parque.

Terminei a prova com pouco mais de 59min e também controlando o ritmo de maneira a não me cansar muito pros próximos dias e ao mesmo tempo ficar o mínimo possível exposto ao frio intenso…

Pra quem quiser ver os dados desta prova está no STRAVA aqui neste link.

Dopey 10k

Como no dia seguinte, fui pro hotel, banho fervendo e parque!

No final desse dia resolvi voltar pro hotel mais cedo. Estava começando um resfriado que me fazia querer muito mais a cama do que qualquer outra coisa. Precisava dormir um pouco mais do que as 4h de sono das duas últimas noites… rs

21km – Sábado, 10/01/2015

Com largada novamente às 5h30min, resolvi não mudar a tática do dia anterior e saí do hotel no mesmo horário. Estacionei meu carro também por volta das 5h e quando fui pra área de largada descobri que, apesar de o estacionamento ser o mesmo, o local das largadas de 21 e 42km são diferentes das de 5 e 10km…

Dessa vez meu curral era o E (pra quem acha que E é muito atrás, me lembro de ter visto até a letra Q) e eu não seria o primeiro a largar. Fui com calma até a largada e acabei descobrindo que era bem longe. Conclusão, quando cheguei e entrei no E, já tinha tudo andado pra frente e acabei largando do G. Ok, o que vale, no final das contas é o tempo líquido mesmo…

Como no dia anterior, a vestimenta estava reforçada.

Aqui já se percebe uma diferença na largada. Os fogos, que eram poucos nos 5 e 10km já haviam aumentado. Os locutores tinham vários adjetivos iniciando com a letra do próximo curral a largar e realmente eles conseguem te motivar. É impressionante!

Quando deu a largada do meu curral, a tática de prova foi exatamente a mesma: começar devagar até as dores sumirem e ir buscando o ritmo confortável até terminar a prova. Acho que nunca consegui colocar tão bem em prática uma tática de prova como nessas…

Continuando, por volta dos 10km comecei a sentir um pouco de calor e tirei uma “camada” de luvas. Logo depois pensei em tirar o casaco mas o cinto com o número estava por cima e fiquei com preguiça… Acabou que esta foi uma decisão sábia. Por volta do km 17 meu calor passou e vi várias pessoas recolocando os casacos… Sorte de friorento preguiçoso… 😉

Nessa prova, saímos do Epcot fomo até o Magic Kingdom e voltamos. É impressionante entrar no Magic Kingdom de noite, com o castelo aceso e uma multidão que estava lá apenas pra torcer por nós!!! Naquele frio, jamais imaginei que teria alguém lá torcendo. Que engano absurdo! Nunca vi tantos torcedores assim nem nas provas aqui no RJ na beirada da praia… Foi muito emocionante. Corri a Main Street toda com o braço esquerdo esticado fazendo “hi five” com os torcedores… Aprendi também que existe lá o “hi four” já que o Mickey só tem 4 dedos!!! Rs.

Como de costume, fui no conforto e acabei terminando a prova em pouco mais de 2h01min. Boa parte da missão já estava cumprida, faltava “só” a parte mais importante: A Maratona!!!

Pra quem quiser ver os dados desta prova está no STRAVA aqui neste link.

Dopey 21k

Hotel, banho quente e parque mais uma vez!!!

Dessa vez tive febre no final do dia! Minha irmã, que também foi pra lá, médica e precavida que é, me entupiu de remédios no final do dia e fui dormir mais cedo ainda…

42km – Domingo, 11/01/2015

Dizem que cachorro mordido de cobra tem medo até de salsicha, então, com a largada marcada para o mesmo horário, 5h30min, que eu consegui chegar atrasado na véspera, resolvi sair do hotel 20min mais cedo, só pra garantir…

Ainda bem que tomei essa decisão: estava um MEGA engarrafamento pra chegar ao estacionamento do Epcot. Eu abria o vidro no engarrafamento pra perguntar pros carros do lado se era aquele mesmo o caminho (com algumas ruas fechadas para a prova, o GPS não servia pra nada) e percebi que todos ali estavam ainda mais nervosos que eu com a possibilidade de não conseguir chegar a tempo pra prova!

Depois de muita tensão, consegui finalmente estacionar. Quando saí do carro vi os fogos da largada. Olhei pro relógio e eram exatamente 5h30min.

Nesse dia estava menos frio e decidi deixar meu casaco no guarda volumes. Ponto positivo também pra organização deles e pra boa vontade dos voluntários. Não gastei nem 30s pra deixar meu casaco lá e nem outros 30 pra pegar no final da prova!

Saí correndo alucinadamente pra largada e adivinhem: quando cheguei lá só consegui entrar no curral G de novo!!! Melhor no G do que não conseguir entrar, não é???

Dada a minha largada, com mais fogos ainda do que na meia, comecei devagarzinho e fui acelerando até chegar à minha velocidade de conforto…

Nesse percurso passamos por Magic Kingdom, Animal Kingdom, Walt Disney World SPEEDWAY, ESPN Wide World of Sports, Hollywood Studios e finalmente Epcot Center…

Foi sensacional! Em cada um dos parques uma multidão de pessoas estavam nos esperando pra torcer… Fantástico!!!

A Maratona, pra mim, é a rainha das corridas. Não basta estar bem treinado fisicamente. É preciso também estar treinado mentalmente.

Eu conheço meu ritmo confortável, porém, o receio por já ter 36km acumulados nas pernas dos 3 dias anteriores me fez ser um pouco mais conservador do que de costume. Fechei a prova com 4h14min e no meu garmin deu 500m a mais do que deveria, portanto, o pace médio foi de 5:57min/km. Mais lento do que de costume, porém, melhor do que eu imaginava.

Incrivelmente o cansaço só chegou lá pelo km 40 e, convenhamos, correr 2km depois dos 76 que já tinham ficado pra trás não faz nem cócegas… Fingi que nada estava acontecendo e corri até a chegada sem estresse…

Pra quem quiser ver os dados desta prova está no STRAVA aqui neste link.

Dopey 42k

Hotel, banho quente e parque mais uma vez!!!

Ahh, dessa vez teve direito a foto ostentação:

Dopey ostentação

A impressão geral é: se você puder fazer essa prova, faça! É muito legal!

Meu único porém é que viajar pra lá nessa época do ano é bem mais caro do que, por exemplo, fevereiro. A diferença de preço das passagens é assustadora, mas…

Vamos que vamos que agora já passou da hora de começar os treinos do Iron…

2014 ficou pra trás…

3 de janeiro de 2015 Deixe um comentário

O ano de 2014 se foi…

Foi um ano de provas interessantes e treinos nem tanto…

Tempo

Ano de pouco tempo pra treinar e menos ainda pra escrever aqui…

Mas, no fundo, foi um ano legal…

Fiz provas bacanas, tive resultados compatíveis com o que treinei, fiz amizades novas (reais e virtuais), aproveitei o que tinha pra aproveitar, sofri com o que tinha que sofrer e me diverti demais com o que tinha que me divertir…

Mas e de ruim, o que teve??? Sei lá, prefiro lembrar do que foi bom… E sinceramente, não me lembro de nada tãão ruim assim que seja digno de recordação…

Vamos com tudo pra 2015 pq esse sim, vai ser sensacional, vem aí o Desafio do Dunga, o 70.3 de Brasília e novamente o Ironman Brasil – Florianópolis!!! Quem sabe não rola uma sorte e eu consigo ser sorteado pra Maratona de Nova Iorque??? Sei lá né???

Medida

Os números de 2014 foram:

Natação – 115km

Bike – 2.155km

Corrida – 1.510km

São números muito baixos pra quem fez um 70.3 (Foz do Iguaçu), uma Maratona (Rio) e agora, no comecinho de janeiro vai correr o Desafio do Dunga.

Provavelmente, se tudo correr bem, na metade de 2015 esses números já terão sido superados… rs

É torcer pra que tudo dê certo e cair dentro.

Tomara que o 2015 de vocês seja igual ao meu: sensacional!!!

Fui!

%d blogueiros gostam disto: