Arquivo

Archive for 20 de agosto de 2013

XVII Meia Maratona Internacional do Rio – A prova

20 de agosto de 2013 3 comentários

A única coisa boa que uma largada às 9h da manhã pode ter é que podemos dormir até um horário menos absurdo no qual, pelo menos o dia, já “acordou” também.

Acordei e fui direto checar o tempo. Apesar da previsão de chuva durante a prova, parecia que São Pedro tinha dado uma trégua pra galera que não gosta de correr encharcado. No caso, sou um desses. Treinar na chuva às vezes é até legal mas correr uma meia ou maratona completamente encharcado não é legal.

Tomei meu café, me arrumei e fui pra prova de carona com um amigo cuja esposa, muito compreensiva, nos levou. No caminho nem um respingo de água no pára-brisas. Que beleza! Foi descermos do carro e desabou um temporal que custei a acreditar… Ficamos um tempo debaixo de uma passarela e, quando a chuva diminuiu, fomos pra largada.

Como de costume nessa prova, é difícil largar. Com mais de 22.000 pessoas, fica realmente difícil. Depois de alguns minutos consegui cruzar o pórtico de largada e 400m depois já estava subindo a Niemeyer. Um zigue-zague frenético pra ultrapassar uns que já caminham e deixar passar outros que são muito mais rápidos e quando percebi já estava descendo.

Hoje em dia, subir a Niemeyer não me assusta mais. É impressionante como a subida é curta. Acho que deve ter uns 1.600m e já começa a descida. Pode ser porque eu prefiro subir do que descer. Subir cansa. Descer machuca!

Voltando à prova, por mais incrível que isso possa parecer, consegui imprimir um ritmo interessante, na casa dos 5:15min/km, quase 30seg mais rápido do que eu imaginava fazer, na casa dos 5:40min/km.

Impressionante como tudo corria muito bem até o km 15. Tudo bem que meu pace já havia caído e eu não tinha percebido. Não estava mais nos 5:15min/km mas mantinha-se abaixo de 5:25min/km.

Daí pra frente foi um caos total. Minhas panturrilhas começaram a doer como nunca, uma bolha se criou no meu pé, muito provavelmente por causa do pé encharcado, e, já no finalzinho, uma dor na planta do pé que quase me fez desistir da prova.

Por alguns momentos cheguei a pensar no que teria acontecido se tudo isso tivesse ocorrido no Ironman. Meu Deus, melhor nem pensar…

Sabe o que eu acho?

Psicologicamente eu não estava legal pra fazer a prova e acabei tendo problemas em função disso. Saí de casa pra correr em 2h e isso é péssimo. Tenho que sair pra correr mais rápido que a última, sempre. Isso sim te faz correr de verdade. Quando a meta que vc tem não é dasafiadora, o corpo relaxa e faz o que a mente manda. No caso, a mente falava: “Vai devagar trouxa, tem tempo sobrando pras 2h…”

Resumindo, fiz os últimos 5km com um pace pouco abaixo de 6min/km e fechei a prova em 1h57min. Tempo bom pro que havia planejado e ruim se comparado aos anteriores, mas, vida que segue.

Essa prova teve uma coisa bem legal que fizeram. Nem vou falar o que foi, vou só colocar o link:

Armando Leite completa os 21k na Meia Maratona do Rio em 1h57min

Coloquei isso no Facebook e recebi vários “Parabéns!” rsrsrs.

Vamos que vamos buscar a próxima meta. E que seja razoável dessa vez…

%d blogueiros gostam disto: