Arquivo

Archive for agosto \22\UTC 2012

Estadual de Triathlon – Rio de Janeiro – 2ª etapa

22 de agosto de 2012 Deixe um comentário

Pois é, faltam apenas 4 dias para a tão esperada 2ª etapa do Estadual de Triathlon do Rio de Janeiro…

Apesar de minha participação ser apenas pra competir comigo mesmo, nesta etapa teremos novidades para os que levam a competição com os outros mais a sério… Premiação em dinheiro para os primeiros no geral e brindes para os primeiros nas categorias… Bem interessante.

Essas novidades, principalmente a premiação em dinheiro, começam a atrair mais atletas. Nessa etapa teremos a participação ilustre do Diogo Sclebin, atleta que representou o Brasil no Triathlon das Olimpíadas de Londres. A briga promete… Mas acho que vai ser pelo segundo lugar…

 

Outra coisa que se espera desta etapa é uma melhora na estrutura, já que os valores da inscrição aumentaram, e pelo que li no site da Rio Triathlon, deve ter também uma modificação no percurso do ciclismo. Vamos ver no que vai dar…

Pra mim, que não busco nem os prêmios em dinheiro e nem os brindes, o que resta é procurar melhorar meu tempo e aproveitar tanto a prova quanto a paisagem. E que paisagem…

Palco da prova

Vamos que vamos…

Anúncios

Musculação

18 de agosto de 2012 Deixe um comentário

Depois de muito ouvir todo mundo no meu ouvido falando que a musculação seria muito importante tanto pra melhorar meu rendimento quanto pra evitar futuras lesões, entrei novamente numa academia…

Existem atletas que malham muito e outros que só querem distância da academia. Cada um com os seus argumentos pra dizer que o que fazem é o correto. Decidi então tirar minhas próprias conclusões…

O começo é meio complicado, até o professor entender que você é triatleta e fazer uma série adequada a isso é meio complicado mas, com o tempo as coisas vão entrando nos eixos…

Frente às 1001 opções de academia que existem na região onde moro, fui a algumas pra verificar o funcionamento e posso falar com margem de erro bem pequena: estamos cheios de “profissionais” de educação física que, sinceramente, acabam denegrindo a imagem da categoria. Conheço profissionais sérios e competentes e é sempre com estes que pretendo trabalhar.

Com esse pensamento, a melhor opção que encontrei, e espero que não me surpreenda negativamente, foi a Academia Fórmula, do nosso também triatleta amador Luciano Huck, de quem já até falei num post por aqui, e me pareceu a melhor opção.

Academia novinha e cheia de professores pra te orientar o tempo todo. Até agora está tudo muito bom, vamos ver com o tempo como vai ficar…

Como entrei nessa semana, o corpo ainda não está acostumado e acabo ficando um pouco dolorido no dia seguinte à malhação. Mas o fato é que já começo a me enxergar de outra maneira:

Vamos ver como vai ser…

Motivação

11 de agosto de 2012 Deixe um comentário

Depois de atingida uma meta desafiadora é difícil continuar a caminhada…

Minha grande meta do ano era a Maratona do Rio de Janeiro e ela foi alcançada. E diga-se de passagem, com todas as dificuldades que fazem com que a conquista fique mais saborosa…

A motivação vai ter que vir, por bem ou por mal. Rsrsrs.

É normal que a motivação para continuar os treinos diminuam um pouco, porém, no meu caso especificamente, a minha grande meta do ano era apenas uma das  “sub-metas” que criei para chegar até a grande meta que é o Ironman Brasil 2013. As  outras são a Travessia dos Fortes 2012 (já foi) e 2013 e o Ironman 70.3 Miami, e esse é o meu problema.

O Ironman 70.3 Miami será dia 28 de outubro de 2012 e o início dos treinos específicos eram pra ter iniciado em 11 de junho de 2012. Essa data era a praticamente 1 mês da Maratona do Rio, o que me levou a cortar todo o primeiro mês de treinos. O problema não seria tão grande se a ressaca depois da Maratona e da meia maratona Asics Golden Four não tivesse sido tão grande.

Passei 1 semana completamente parado e tive que retornar aos treinos de maneira bem lenta pra evitar problemas. O corpo está bem fadigado e qualquer exagero agora pode colocar tudo a perder…

Somente agora, na metade de agosto, faltando 2 meses e meio pra prova é que estou conseguindo retomar a rotina: natação 2 vezes na semana, pedal 2 vezes na semana e corrida 2 vezes na semana. Pra completar, vou ter que entrar na musculação pra não piorar o problema do joelho, que ainda incomoda.

É preciso muita dedicação…

 

Espírito Olímpico

Complicado ver e entender o que acontece com nossos atletas durante as Olimpíadas. Muito já se tem falado sobre a importância do preparo psicológico para o sucesso no esporte e eu digo: não é só importante, é fundamental.

Na linha de largada ( ou início da competição) já é possível ver quem está lá pra ganhar e quem está pra participar… É obvio que, em cada prova, apenas 1 atleta (ou time) ganha o ouro e longe de mim querer cobrar isso dos atletas brasileiros. Mas sou obrigado a cobrar o melhor de cada um deles…

Começamos bem demais nesses jogos de Londres conquistando de cara um oro no judô com a Sarah Menezes. A menina mostrou tudo o que se espera de um atleta olímpico: garra, coragem, força, determinação. E não é porque ela ganhou que digo isso. Digo porque era fácil perceber que ela foi lá pra ganhar e não apenas pra participar. Poderia ter perdido, mas foi pra ganhar…

Sarah Menezes

 

Logo depois veio uma das maiores decepções: Diego Hypólito.

Podem falar o que quiser mas eu acho que ele não foi lá pra vencer, foi pra participar.

Um salto que o cara faz um milhão de vezes por dia não pode terminar com um tombo de cara no chão. Um atleta que vai pra vencer não fica com a perna bamba na hora da prova. E o pior de tudo: aconteceu a mesma coisa nas Olimpíadas de Pequim 4 anos atrás… Cadê a Confederação brasileira de Ginástica que não preparou esses atletas nesses 4 anos que se passaram???

É muito fácil também colocar a culpa nas costas do atleta que se estabacou, mas e a CBG, não tem responsabilidade nisso? Pra mim tem. E é ainda maior do que a do atleta.

Diego Hypólito

 

Continuando os jogos vamos tendo cada vez mais exemplos.

O ciclista brasileiro Magno Prado mostrou a importância que ele deu aos jogos olímpicos ao competir com a roupa toda remendada porque não tinha uniforme reserva.

Imagina o que passa na cabeça do cidadão nessa hora? “Sou um atleta olímpico e nem um uniforme reserva eu tenho…” Caramba, isso acaba com a prova de qualquer um.

Ele desistiu? Claro que não! O cara tá nas Olimpíadas, pode cair o mundo que ele vai fazer o melhor dele lá. Tava na cara, ele estava lá pra vencer.

Venceu? Não, tinham muitos atletas melhores que ele… Mas ele fez o melhor que podia, e é isso que importa pra mim. Não se intimidou com nomes famosos (e até ficou na frente de alguns deles), botou a cara no vento e pedalou o que pôde. Parabéns Magno, você me orgulhou.

Agora, quanto ao COB ou à CBC, sei lá quem é o responsável pelos uniformes, nota ZERO. Não se pode fazer um atleta olímpico passar por uma situação dessas… Não pode!

Magno Prado

 

Continuando os exemplos olímpicos, o que dizer de Fabiana Murer?

Pra mim, nada! Sinceramente, ela é um exemplo de quem jamais poderia representar a bandeira brasileira.

Ela desistiu. Foi lá pra participar. Participou e pronto. Nunca cogitou a possibilidade de vencer. Vale o mesmo da ginástica: cadê a equipe de psicólogos??? Numa olimpíada perde a vara correta, na outra fica com medo do vento? Tem alguma coisa errada…

Fabiana Murer

 

Pra completar: Pâmela Oliveira.

Foi pra vencer. Mesmo sabendo que seria improvável, partiu pra dentro e fez muito bonito. Ganhou? Não, mas não importa, nos representou muito bem…

Depois de cair e se machucar enquanto liderava a prova, levantou, sacudiu a poeira e terminou a prova muito bem. Isso é o espírito olímpico: jamais desistir, lutar até o final por mais difícil que a vitória possa parecer… Pâmela, você nos orgulha!

Pâmela Oliveira

 

Resumindo o que eu tentei falar:

Pouco importa se você vai voltar das Olimpíadas com o Ouro, a Prata, o Bronze ou nada.

Apenas mostre que você foi lá atrás do Ouro.

Mostre que você quer ser o (a) melhor.

Lute até o final e não desista por nada.

Faça o melhor que puder. Você representa uma nação!

%d blogueiros gostam disto: