Arquivo

Archive for junho \30\-03:00 2012

Faltam 8 dias

Pois é, faltam apenas 8 dias pra Maratona do Rio.

A cada dia que passa a ansiedade aumenta mais…

Vamos que vamos rumo à primeira maratona.

Ganhando confiança.

24 de junho de 2012 2 comentários

Apesar de já ter corrido mais de 15 meias, nunca corri uma maratona inteira…

Todo mundo que já fez essa tão sonhada prova gosta de falar que a cabeça é muito mais importante que o corpo. Quando o corpo cansa, é a cabeça que “avisa” pra ele que ainda dá pra ir mais…

Pra cabeça conseguir fazer essa função, é preciso que tenhamos adquirido confiança durante os treinos e foi exatamente isso que eu NÃO consegui fazer…

Na fase mais importante de treinos, como já falei aqui, o joelho me deixou na mão. Isso fez com que as coisas se tornassem meio nebulosas pra mim. A confiança era inexistente.

Nessa última semana, porém, com a ajuda de excelentes profissionais de ortopedia e fisioterapia, consegui voltar a correr sem as insuportáveis dores no joelho.

O resultado é que ontem, consegui girar 30km sem sentir dor e num ritmo que, para mim, é considerado forte: 5:49min/km.

A volta da confiança…

Parece que a confiança no trabalho feito desde janeiro está de volta. Agora só faltam 15 dias pra prova e o negócio é manter o giro pra conseguir completar a prova em grande estilo.

Que corra tudo bem daqui até lá…

Na luta…

Tem pouco mais de um mês que os treinamentos pra Maratona do Rio estão sendo comprometidos por causa de uma dor no joelho. Falei do início dela no post “O fantasma das lesões“.

O pior de tudo é que foi acontecer logo quando eu deveria estar no pico do treinamento. Com certeza, a preparação pra Maratona do Rio foi muito prejudicada mas, nessa hora, a preocupação maior é recuperar o joelho pra fazer a prova sem dor. Independente do tempo que vou fazer, o importante é não doer.

O diagnóstico: Síndrome da banda ílio-tibial.

Volume reduzido, gelo, anti-inflamatórios, ortopedistas e nada. Agora um fisioterapeuta parece que está resolvendo o problema com distensionamento muscular, acupuntura e aplicação de kinesio tape.

Só a associação dessas 3 coisas me fizeram correr novamente sem dor. Depois de 30 dias.

Agora é continuar o tratamento e readquirir a confiança na pisada pra poder cruzar a linha de chegada, pq a de largada eu vou cruzar de qq maneira.

Já dizia Lance Armstrong: “A dor é passageira, desistir é pra sempre.” Eu não desisto nunca!

Desculpem a ausência no blog mas estou às voltas com problemas no computador…

Vamos que vamos, faltam só 17 dias…

Ironman Brasil 2013

As inscrições abriram às 11h do dia 01/06/2012.

É isso aí, as inscrições começaram e acabaram…

Só que eu estava atento e consegui garantir a minha…

Antes das 11h eu já estava na frente do micro 100% dedicado para esta finalidade. Nada poderia me atrapalhar nesse momento. Assim que liberaram as inscrições segui os procedimentos e, em menos de 1 minuto o boleto do pagamento estava na minha tela. Foi até meio difícil acreditar  mas era verdade. Eu tinha acabado de conseguir me inscrever na maior prova de triathlon da América Latina.

Agora o que resta é treinar e seguir toda a programação para que, em 26 de maio de 2013, eu possa terminar essa longa caminhada até a linha de chegada do Ironman Brasil 2013.

Disciplina e dedicação serão importantíssimos nesse próximo ano. A luta continua… Ou melhor, está apenas começando…

Vamos que vamos.

Alguns minutos depois do início das inscrições, a imagem já era outra no site oficial… Rsrsrs.

É duro pensar nisso mas pra quem perdeu, só em 2014…

 

Corrida da Ponte 2012

Só agora, 2 semanas depois da prova, é que consegui um tempinho pra escrever minhas impressões sobre a Corrida da Ponte 2012.

Vou tentar resumir numa única palavra: Fantástica!

Não sei se em virtude do desastre do ano anterior, fui pra prova bem cauteloso e até mesmo pessimista. As lembranças do calor, da água quente, enfim, de todo o sofrimento pelo qual passei do momento da largada até a linha de chegada em 2011 me deixaram preocupado.

A do ano passado foi tão ruim que na hora da largada desse ano é que percebi que minha pulseira de largada era da última onda, ou seja, fui o último a largar, nada menos do que 18 minutos depois da largada oficial… Só eu e alguns senhores e senhoras de idade já bastante avançada. Obviamente que eu estava no lugar errado, mas foi bom… Psicologicamente, correr 21km fazendo ultrapassagens é muito mais prazeroso do que sendo ultrapassado.

Corrida da Ponte 2012 – Nota 10

Dada a largada, foi complicado manter minha estratégia de pace. Correr sem ninguém na sua frente faz a velocidade aumentar, mesmo quando vc não quer isso. Com 500m de prova olhei pro GPS e percebi que, naquele ritmo, não chegaria nem aos 10km. Daí pra frente consegui manter minha estratégia e ela só não foi perfeita pq cruzei a linha de chegada muuuito “inteiro”. Parecia que tinha feito um passeio no parque.

Durante o percurso: água gelada e Gatorade em saquinho. Só não encontrei o carboidrato gel que disseram que ia ter… Mas eu tinha levado os meus… Sem problemas.

No final, recorde pessoal de Meia Maratona, com 2h02min e fechando a corrida com 2h05min. Sim, tinham 600m a mais que uma meia…

Parabéns pra a organização, tudo perfeito: largada por pace, água gelada, Gatorade, chuveiro… Tudo.

A mudança foi simplesmente da pior prova de 2011 para a melhor de 2012. Da água pro vinho!!!

A próxima corrida será a Golden Four, da Asics, no dia 01 de julho de 2012. 1 semana antes da Maratona do Rio… Vem tempo pra baixo das 2 horas aí…

%d blogueiros gostam disto: